quarta-feira, 4 de março de 2015

Alhos e bugalhos*

Feitiço, na cama: Por que é que o papá ficou tanto tempo no trabalho?
Eu: Porque os computadores estavam avariados e o papá tem que os arranjar para usar amanhã nas aulas, percebes?
Feitiço, pondo as mãos no meu cabelo: Eu gostava que o teu cabelo fosse assim [mais liso], para ficar longe da tua cara.

Capacidade de mudar de assunto: 20 valores.

[*Embora conhecesse a palavra no contexto da expressão, não sabia o que eram bugalhos até um aluno me ensinar, no ano passado...]

8 comentários:

  1. Contava-me a minha avó que a minha mãe enfeitava o pinheiro de Natal com bugalhos enrolados em pratas dos rebuçados e dos chocolates... isto há 50 anos quando ela era pequena e não havia enfeites coloridos na sua humilde casa!!!
    Olívia

    ResponderEliminar
  2. Achei divertida a capacidade de mudar de assunto do Feitiço! Mas confesso que não entendo a expressão... Nem sei o que são bugalhos. Você pode me explicar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso pelo menos tentar. :-)
      Há algumas variantes na expressão: "Misturar alhos com bugalhos", "falar em alhos, responder com bugalhos" são algumas delas. Todas querem dizer, aproximadamente, que alguém fala de um assunto que não tem nada a ver com o assunto que estava a ser falado (mesmo que sejam aparentemente relacionados, como as palavras "alho" e "bugalho").

      Quanto ao bugalho propriamente dito, é uma espécie de esfera que surge nos carvalhos (penso que não só neles, mas não garanto) quando eles são picados por insetos que lá colocam os seus ovos. É uma reação semelhante às nossas borbulhas depois de sermos picados. Os insetos que se formam dentro dos ovos, quando estão prontos para sair, fazem um buraquinho no bugalho e vão à sua vida! :-)

      Eliminar
  3. É que não fazia a mais pálida ideia do que era isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estavas como eu há um ano e pouco! :-)

      Eliminar
  4. E eu que achava essas "bolinhas" tão engraçadas... brrr... só de pensar que é uma casota de insectos... brrr... e se resolviam sair quando eu tinha uma na mão? A natureza é muito sobrevalorizada, prefiro a biblioteca!

    ResponderEliminar

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!