quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Também quero!

Nunca fui! :-(

Não volto a perguntar!

No fim do jantar, a Vassoura e a Varinha estavam a comer uma bolacha waffer (não estou para ir confirmar se está bem escrito; se não estiver, por favor avisem) com recheio de chocolate e baunilha, respetivamente. Como estavam a demorar muito tempo, eu disse-lhes:

- Vejam lá se se despacham, ou...

O Feitiço continuou a frase por mim:

- Se não se despacharem, tu comes aquilo tudo [as bolachas], não é?
Eu: Basicamente, tu achas que eu sou uma alarve, não é?
Feitiço: És.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Alheia a telenovelas

... depois de ser dependente durante anos, ficar independente e voltar a ser dependente durante a fase em que amamentei os meus filhos e eles não me ligavam nenhuma enquanto mamavam.

É bom ser livre!

P.S. - Não sou independente em relação a algumas séries televisivas e à televisão em geral, se estiver em casa e se proporcionar ligá-la. Não querendo fazer analogias abusivas, é um bocado como o primeiro copo de um alcoólico - não consigo parar depois de começar a ver.

P.S.2 - Apesar de estar a leste em relação às telenovelas atuais, ainda me lembro bem de algumas que vi noutros tempos. Oh, como eu gostei de algumas delas! :-)

Sabem para que é que faltam sete dias e algumas horas?

Para o "Alheia" fazer um ano! Uau! Este quase-ano passou tão depressa...

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Alheia a quase tudo o que é reality show (e não só)

Big Brother - vi o primeiro em porções grandes. Ainda me lembro do vencedor, o Zé Maria, de uma loira (acho que se chamava Susana), de um selvagem que deu um pontapé a uma que não se calava e que ficou (casou?) com uma outra que já tenho visto de relance na televisão. Da segunda edição, lembro-me que ganhou um rapaz "bem-comportado". Talvez se chamasse Henrique, mas a minha memória já não é o que era. Não me lembro de mais ninguém. Da terceira, que a minha irmã mais nova dizia ter "mais nível" do que as anteriores, lembro-me apenas que ganhou uma rapariga, penso eu que dos Açores.

Big Brother dos Famosos - Famosos? Para quem? Não sei. Foi neste programa que entraram uns atores brasileiros? Ou era só um? Ou foi num programa da concorrência? Não sei. Só vi o que me foi imposto ao olhar. Por opção, não vi nada.

Casa dos Segredos - sei que existiu (existe?) este programa, não sei em que "temporada" vai (se ainda vai), mas oiço dizer tão mal que prefiro ficar na ignorância. (Mesmo que não ouvisse dizer mal, depois do BB fiquei vacinada contra Reality Shows.) Acho que consigo dormir de consciência tranquila.

Peso Pesado - Já o primeiro ia avançado, comecei a espreitar. Culpa de algumas das minhas colegas que falavam dos concorrentes como a minha mãe fala das telenovelas - de uma maneira de tal modo envolvente que eu fico com a impressão que acompanho a coisa desde o início, e com a sensação que tenho de acompanhar até ao fim. Não me lembro do nome de ninguém, mas lembro-me de, como muita gente, achar injusto que o fator de decisão sobre quem saía do concurso não fosse sempre o de quem perdera menos peso (proporcionalmente). Lembro-me também que houve um casal de noivos fofinhos e que ele ganhou (não sei se na primeira edição, se na segunda). Depois o casamento deu na televisão (deu, não deu?), mas não testemunhei o feliz enlace.

Vários programas em que vivem, treinam e cantam na mesma casa - praticamente não vi, não sei mesmo o nome de ninguém. Antes dos reality shows, adorei o Chuva de Estrelas. Mas já neste concurso não tinha muita paciência para a parte da conversa, quanto mais nestes em que misturam tudo! Nããã..., não são para mim.

Programas em que dançam - não há nenhum que seja reality show, pelo menos que eu tenha conhecimento. Gostava de ver, quando calhava, mas mais uma vez a parte da conversa era chata.

Enfim...

Para terminar, o porquê deste post, hoje:

Li, num blogue que não conhecia, uma referência a uma ex-concorrente da Casa dos Segredos (quando dizem "degredos", é a este show que se referem, não é?), que, ao que parece seguindo os passos de outros ex-concorrentes, se lançou agora no mundo da música. O post no tal blogue incluía um vídeo, mas não cheguei a clicar, depois de ler o post e os comentários tão depreciativos. É que a questão não era ser um vídeo mau, era ser um vídeo mau de uma ex-concorrente. E eu pensei: "Ora, se não me dissessem que era uma ex-concorrente, não faria a mínima ideia que o era, pois pura e simplesmente nunca vi - e nunca é mesmo nunca).

P.S. - Acho que não há muita gente que assuma ver ou ter visto estes e outros reality shows, mas se continuam a fazer novas edições, é porque têm audiências, não é? Eu assumo o que vi, em tempos, mas não é graças a mim que continua a haver esta trash TV...

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Mimi? Oui, c'est moi! #3

Vou mostrar-vos como sou ridícula: depois de ter escrito este e este posts sobre o facto de uma amiga me ter perguntado se sou eu a Bruxa Mimi, autora deste blogue, estou totalmente parcialmente arrependida de não lhe ter dito que sim, e estou quase, quase, a mandar-lhe uma mensagem a informá-la. A parte de mim que me tem  impedido de o fazer é a que pensa da maneira que expliquei anteriormente: se o blogue lhe interessasse, teria lido os posts e ficado a saber a resposta. Se não leu, é porque não lhe interessa... :-|

Words by Feitiço

"almongas" (almôndegas)
"carangu" (canguru)

São tantas, tantas... e eu só me lembro de tão poucas! :-(

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Boa / má educação

Vou fazer queixinhas, mas não digo de quem.

Acho que é boa educação responder quando alguém nos dirige a palavra, falada ou escrita, daí eu ter por hábito responder a mensagens no telemóvel, mails (exceção para os impessoais, que só raramente recebem resposta), um cumprimento na rua, uma pergunta... ou um comentário no blogue.

Eu percebo que num blogue GRANDE, com muitas visualizações e muitas pessoas a comentarem os vários posts, seja praticamente impossível responder a tudo, mas não acredito que num blogue de pequena dimensão, em que aparece ocasionalmente um comentário, seja assim tão cansativo escrever uma resposta.

E há quem não responda. Quando o único comentário é o meu. E há moderação de comentários, o que significa que teve de ser lido para ser publicado. E o meu comentário é simpático. Diria até muito simpático.

Isto já aconteceu várias vezes, no mesmo blogue. Não acho bem. Acho má educação. Palavra que acho. Até fiquei a pensar em deixar de visitar o referido blogue. Talvez deixe. Talvez não.

Palavra de graúdo #1

Cruzei-me à hora de almoço com umas jovens senhoras. Ao chegarem junto a outra (cuja face não vi), uma das que chegava disse:

- Estás com cara de nove horas!

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Mimi? Oui, c'est moi! #2

Afinal a minha amiga respondeu à minha mensagem... e eu respondi novamente, ela, eu, ela, eu, ela... até ela ficar convencida (acho eu) que a teoria que elaborou, em conjunto com uma amiga (mútua), não passou disso mesmo, uma teoria. Repare-se que eu nunca neguei ser a Bruxa Mimi, apenas respondi como sendo seguidora* deste blogue (escrevi blog, como ela) e também do Pais de Quatro. OK, OK, posso tê-la induzido em erro, mas, verdade seja dita, acho que o que escrevi no post anterior faz todo o sentido. Se lê o blogue, fica esclarecida, se não lê, então não precisa de saber que sou eu. Para quê saber? E isto vale para ela e para a outra amiga... Por outro lado, se calhar, apesar de acharem a minha escrita desinteressante, talvez o blogue ganhasse duas seguidoras apenas por conhecerem a autora (eu sei que isso a mim me interessaria - ler um blogue de uma pessoa amiga). Mas não deveria ser a escrita a atrair leitores?

O que vos parece?

*que o sou, senhores, que o sou - a seguidora mais fiel e mais antiga que este blogue tem!

Mimi? Oui, c'est moi!

Recebi há pouco uma mensagem no telemóvel. Era de uma amiga que não vejo há algum tempo, mas com quem vou mantendo contacto (ainda que mais ligeiro do que eu e ela - creio - gostaríamos). Depois de perguntar como é que estou e como estão os filhotes, fez uma pergunta pela qual eu não esperava:

'Estou curiosa, és tu a "bruxa Mimi"?'

Respondi que estávamos todos bem e perguntei: "Qual bruxa Mimi?"
Queria ver que resposta me dava...

Não me respondeu. Malandra! Ou achou que não valia a pena explicar, ou achou que eu me estava a fazer de difícil e que era mesmo eu!

Bem, cara amiga, se me estás a ler, podes verificar que não me estou a fazer de difícil. Sim, sou eu!

Se não me estiveres a ler, bem... acho que não te faz a mínima diferença não saberes que sou eu!

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Dizei-me, caros leitores...

... Gostais de poca-pola*?


* [Feitiço dixit]

P.S. - Que eu saiba, o Feitiço não bebe coca-cola nem nada do género. Mas há umas gomas em forma de garrafa de coca-cola (ou concorrência) e as irmãs (que cá em casa, pelo menos, também não bebem bebidas gaseificadas) e a mãe (que nunca bebe bebidas do género, pois não gosta) identificam-nas como gomas em forma de garrafas de coca-cola. Daí à "poca-pola" foi um pequeno salto...

Sobre o silêncio

- Adoro o silêncio que há cá em casa quando os três acabaram de ir para a cama (exceto se algum deles o quebrar, claro);

- Adoro o silêncio que muitas vezes ocasionalmente há na minha sala de aula quando os alunos resolvem trabalhar respeitando as regras;

- Detesto o silêncio constrangedor, especialmente se é entre mim e outra pessoa, para mim, importante;

- Aprecio a capacidade de ficar em silêncio quando palavras atacam como vespas - e ando a tentar desenvolver esta capacidade.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Prendas no Dia dos Namorados

Recebi (quer dizer, recebemos, eu e o Rogério) duas:

Do Feitiço para nós.

Da Varinha para nós.
Para mim, estes desenhos estão LINDOS! (Mesmo!)

Viva quem não baixa os braços!

Lembram-se de vos ter falado, aqui, de uma loja que estava em vias de fechar e, aqui, que já tinha fechado?

Pois bem, admiro imenso as pessoas que lá estão, porque já estão com outro negócio a funcionar (é o terceiro). Não desistem!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

É um animal difícil de imitar!

Sabem qual?
O pacagaio. (Feitiço dixit)

Filme interativo

Estavam os três a ver no computador um episódio da "Dora, a exploradora". A certa altura do episódio, a Dora pede a colaboração do "público": "Diz: pijama". Resposta do Feitiço: "Não! Eu durmo com saco*."

*O Feitiço dorme com várias camadas de roupa interior e com pijama, dentro de um saco de dormir, sem cobertores nem lençóis. Ou seja, ele também dorme com pijama, mas no impulso do momento nem se lembrou disso, só se lembrou do saco e de "ser do contra"...

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Parabéns, amiga Amiga!

40. Quarenta. (Apetecia-me escrever "Dá um pum e rebenta", como os miúdos dizem às vezes, mas não vou escrever. Quer dizer, escrevi, mas faz de conta que não, está bem?)

P A R A B É N S !!!!!!!!

Como é que eu não hei de estar a ficar velha se amigas mais novas do que eu fazem 40 anos? O que foi que escrevi? Velha? Não! "Velhos são os trapos."

Os quarentas são os novos vintes...

Coitada...

Passei por uma senhora que vinha a falar ao telefone. Só a ouvi dizer isto:

- (...) É que ela está apaixonadíssima pelo Sócrates!

[Confesso que desejei que a "ela" fosse apaixonada por determinado filósofo famoso ou por um anónimo qualquer - e não por um infelizmente não-anónimo (se é que me faço entender).]

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Alguém adivinha o que isto é...?

... ou pretende imitar, para ser mais exata?








Esta construção resultou de uma parceria entre uma Bruxa (eu) e a sua Varinha Mágica.

A minha profissão é das melhores do mundo #1

Porque posso receber um cartãozinho a dizer: "Eu adorote prossora Mimi". Tão fofo!