segunda-feira, 6 de março de 2017

Sair da cama pelas "melhores" razões

Normalmente, durante a semana, eu fico na cama a dormir mais um bocado depois de toda a gente se levantar. Quer dizer, enquanto eles se estão a arranjar, eu estou meio acordada, meio a dormir. Depois, quando se despedem e saem, é que eu volto a adormecer.

Hoje levantei-me e estive ativa assim que o Feitiço chegou ao meu quarto e me disse, num tom de lamento:

- Mamã, eu ontem esqueci-me...

Eu: ... de pôr a fralda?

Feitiço: Sim.

Eu: Tens de tomar banho, então. Vai já para a banheira!

Apesar de ele já ter tomado banho sozinho várias vezes, nem dei essa sugestão. Ele estava demasiado lento e desgostoso para ter a rapidez necessária. Assim, nem pensei duas vezes: enquanto lhe dizia para ir para a banheira, já eu me estava a levantar.

Depois de lhe dar banho, não voltei para a cama: desmanchei a cama do Feitiço, pus na máquina os lençóis, o pijama, as camisolas interiores, as cuecas e a capa de edredão molhados e iniciei o programa, sem saber muito bem como iria ter espaço para estender tudo, já que ontem e anteontem fiz várias máquinas de roupa, muita da qual ainda não secou.

Aproveitei para tomar o pequeno-almoço, já que tinha saído da cama.

Depois eles saíram, e eu voltei para a cama, pondo alarme para uma hora e pouco depois, hora a que acabaria a máquina de roupa.

Consegui retirar algumas roupas do estendal (praticamente secas), reorganizar o que ficou... e depois de estender todo o conteúdo da máquina da roupa ainda sobrou espaço! Espaço esse que dava para pendurar o cobertor que também ficou com um leve cheiro a xixi e que, enquanto aqui escrevia, acabou de ser lavado na máquina e que agora vou estender. Ora, então, com licença! 🙂

Sem comentários:

Enviar um comentário

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!