quinta-feira, 30 de julho de 2015

Uma dor, um sorriso e uma boa noite

Ontem ao deitar-me começou a doer-me a perna esquerda. Fiz um pouco de massagem, mas não adiantou. Resolvi pôr em prática aquilo que tantas vezes leio em blogues e que tantas vezes me esqueço de viver (já me vou lembrando muito de vez em quando):

Sem posição confortável, sorri e disse interiormente: "Tu queres, Jesus? Então eu também quero!". Abracei a dor com um sorriso... e pouco depois estava a dormir.

Claro que poderia pensar que foi uma noite como as outras, em que adormeci depressa, pois adormecer logo é um dom que tenho, mas não, não foi uma noite como as outras, porque nas outras noites não costumo ter dores e porque de facto aceitei a dor. 

Reparem, não estou a dizer que aguento muito bem as dores, ou que a partir de agora aguento tudo com um sorriso. Não é nada disso. Estou apenas a contar o que se passou ontem. Gostei de adormecer depressa, mas gostei igualmente, ou mais ainda, de aceitar aquela dor que me estava a incomodar.

4 comentários:

  1. Alegramo-nos contigo Mimi, pelas pequenas coisas na vida, pelas pequenas conquistas em que conseguimos aceitar aquilo que nos custa e oferecer ao Senhor. São estes pequenos gestos Mimi, que nos vão fazendo pessoas verdadeiramente felizes, capazes de viver a alegria e a dor sempre com um sorriso nos lábios! Obrigada Mimi pelo testemunho tão simples e tão belo. Beijinhos Rute

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço as tuas palavras de incentivo e o exemplo que vais partilhando e que ajuda muito, podes acreditar!
      Beijinhos,
      Mimi

      Eliminar
  2. Um dia de cada vez! Hoje, só por hoje, vou aceitar a dor com um sorriso. Hoje, só por hoje... E quando der conta, estou a fazê-lo todos os dias de "hoje"! Bjs Teresa (sim, estou quase de volta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Hoje, só por hoje..." é uma boa medida! :-)

      Eliminar

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!