quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Feitiço na escola - a ressaca

Lembram-se de ontem ter contado que o Feitiço não dormiu durante a hora da sesta na escola? E que foi para a cama às 19:30h?

O que ainda não contei foi que esta manhã, às 8 horas, ainda dormia e tive de o acordar. :-(

Feitiço: Vai-te embora. Quero dormir.
Eu: Não pode ser, querido. Temos de estar prontos daqui a bocado.
Feitiço: Não. Quero ficar aqui a dormir.
Eu: Olha, eu vou tirar-te da cama. Podes escolher a maneira como sais: a rir e contente, ou a chorar e a berrar. Seja como for, eu tenho de te tirar da cama...
[Tirei-o da cama.]
Feitiço, como se o estivesse a matar: Aaaaaahhhhhhhh!
Na casa de banho:
Feitiço: Não quero tirar o pijama. Não quero vestir. Quero dormir. [bis]
Eu, respondendo ao que ele ia dizendo: Pois, ontem não dormiste a sesta e agora estás muito cansado... Mas tenho de te vestir.

Isto não foi assim tão pacífico quanto talvez pareça, pois tive de me desviar dos ataques do Feitiço (ataques mesmo!) e precisei de ajuda do Rogério para lhe tirar os calções do pijama. Quando ia pôr-lhe as sandálias, também não quis (conhecem o livro 'Histórias para Meninos "Não Quero"'?), de modo que, para evitar mais demoras, o levei ao colo para a cozinha, para ele comer a papa. Escusado será dizer que o Feitiço me informou logo que não queria comer - mais, que não ia comer. E, agindo em conformidade com as suas palavras, saiu da cadeira, pondo os pés no chão. Acabei por sentá-lo na cadeira alta e prendê-lo com o cinto. Continuava a não querer comer. Eu tomei o meu pequeno-almoço e saí da cozinha. Quando voltei, o Feitiço já estava a comer e disse-me:

Feitiço: Sai daqui, para eu comer. [Como se a minha simples presença o impedisse...]
Atendendo às horas, saí mesmo. Passado um bocado, o Feitiço chamou-me:
Feitiço: Mamã! Já acabei de comer!

A partir daí, esteve bem-disposto, como se não tivesse estado possuído [pelo sono] tão pouco tempo antes!

4 comentários:

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!