quinta-feira, 7 de março de 2013

Superpoder

Ainda estou a habituar-me a ele, mas tenho de certeza um superpoder: o de detetar no Feitiço vontade de fazer xixi, sem que ele o diga.

Por vezes, há sinais evidentes, que consistem em movimentos com as pernas aos quais chamo "dança do xixi". Nesses casos, é bastante fácil perceber a tal vontade. Até a Vassoura e a Varinha já dizem: "O Feitiço está a fazer a dança do xixi. É melhor ele ir para o bacio."

O superpoder, que só eu tenho, consiste em detetar a necessidade (mais isto do que vontade, já que vontade ele nunca tem) a partir de pistas camufladas de carinho, em especial se, estando nós em divisões diferentes, o Feitiço vem ao pé de mim e não diz nada, mas não me larga. Se se aproximar e falar de um assunto qualquer, não é a necessidade que o move (embora possa ter conteúdo para encher o bacio).

Distinguir estas diferentes abordagens à minha pessoa nem sempre corre bem, por isso é que digo que é um superpoder ao qual estou a habituar-me. No entanto, preferiria que fosse um superpoder totalmente desnecessário, inexistente até, como há de ser um dia, quando o Feitiço controlar a 100% a sua bexiga. Mais ou menos como o Super-Homem preferiria que não houvesse "maus", por muitos superpoderes que tenha para os meter na ordem.

P.S. - Pode escrever-se "xixi" ou "chichi", para o caso de estarem a pensar sobre o assunto.

Sem comentários:

Publicar um comentário

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.