terça-feira, 4 de agosto de 2015

Eu e o Feitiço fomos às compras

na quinta-feira passada. Fui buscá-lo à escola a pé e a pé fomos ao Continente. Objetivo principal: comprar t-shirts e pijamas de verão para ele. Objetivo secundário: comprar livros "Uma Aventura", a partir do 30, para continuar a coleção que a Vassoura anda a devorar

Apesar de saber que o objetivo era comprar t-shirts, o Feitiço não se inibiu de pedir brinquedos, no geral, e aqueles pelos quais passámos, em particular. Disse-lhe que não. Perguntou porquê. Respondi que não estávamos ali para comprar brinquedos, e muito menos lhe compraria naquela altura, quando todos os dias fazia pelo menos uma birra.

Feitiço [já a falar alto demais]: Eu não faço assim tantas birras!
Eu: Como a que estás a começar agora?
Feitiço: ...

Lá se deixou de pedinchices e comprámos a roupa, em equipa. O Feitiço escolheu algumas coisas. Quando eu propunha alguma t-shirt de que ele não gostava muito, o Feitiço dizia:

- Eu não gosto dessa. 
Eu: Mas é gira, Feitiço.
Feitiço: Humm, pode ser, eu gosto um bocadinho...

Depois fomos à secção dos livros. Encontrei numa prateleira alguns livros d'"Uma Aventura", mas não eram os que queria. Achei estranho serem tão poucos, quando há uns meses havia imensos exemplares da coleção. De repente, o Feitiço diz:

- Mamã, olha o que tu querias!

Olhei. Ele estava a apontar para uma "estante" daquelas de cartão forte, identificada por fora com "Uma Aventura" e que só tinha, precisamente, livros da coleção. 

Eu: Era isso mesmo. Obrigada, Feitiço! Nem sei como é que não vi.

Na estante, encontrei os livros a partir do 30. Comprei até ao 40.

Enquanto nos dirigíamos para a caixa, passámos pelas coisas da praia. 

Feitiço: Podes comprar isto [coisa qualquer, volumosa e desnecessária]?
Eu: O que é que achas?
Feitiço: Ah-Ah-Ah, estava só a brincar. Já sabia a resposta.

2 comentários:

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!