quinta-feira, 24 de julho de 2014

Depois da Vassoura, o Feitiço

A Vassoura dormiu com um alguidar ao lado da cama, just in case lhe desse para voltar a vomitar esta noite. Mas não, não vomitou - a Vassoura. O Feitiço substituiu-a nessa atividade.

Estou mentalizada e até "avisei" a Varinha que na próxima noite será ela a vomitar. Respondeu-me com um sorriso surpreendido e otimismo:

- Não, eu não vou vomitar!

Espero que não, Varinha, espero que não! (Até porque sobra para mim e eu reajo muito mal à tortura do sono)

4 comentários:

  1. Não quero assustar, mas... No verão passado, o virus foi saltando de criança em criança, até atingir as seis - e não passou de um dia para o outro, não! - e finalmente atacou o pai e a mãe, e pela primeira vez na vida, ficámos os oito doentes, a vomitar, e ninguém para ir mudando as camas, ou até para ir à farmácia buscar mais soros... Teve de vir a farmaceutica a casa! Uma cena daquelas parecia tirada de uma tragédia grega!!! Já não tinha camas limpas onde os deitar, e iam dormitando em colchões de praia no chão... Este ano, rezo para que tal aventura não se repita, porque tomar conta de seis crianças enquanto se corre para a sanita para vomitar, não é fácil!!! Boa sorte aí para casa! Ab Teresa Power

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso deve ter sido mesmo um horror!
      Obrigada. Beijinhos

      Eliminar
  2. Como disse ontem, aqui em casa correu todos, empregada incluída, menos a gata. Mas pode ser que tenham sorte.

    ResponderEliminar

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!