terça-feira, 4 de novembro de 2014

Uma Família de Caná - palavra de Gato

A propósito dos posts (primeiro e segundo) sobre sermos ou não uma Família de Caná, o Rogério deu o seu parecer, enriquecendo este blogue com um comentário (é a segunda vez, talvez terceira, que o faz, por isso há que dar o devido valor!):

Querida Mimi,
Eu até achei bem, e simpático, que a Teresa tenha posto lá o link para o teu blog. Acho que nós temos feito um esforço para pôr em prática o que aprendemos com as Famílias de Caná. É certo que ainda nos falta muito, mas parece-me que o título do post é um pouco injusto para a Teresa.
Beijinhos,
Gato Rogério

Há pouco disse-me também que o meu post número dois não estava totalmente correto. Aí apanhou-me de surpresa: eu escrevi tentando ser o mais verdadeira possível - onde fora que me enganara?

Pois não era que ele tinha razão? No único ponto onde eu disse que já cumpríamos (o 3), o Rogério lembrou que nós, em família, continuamos a rezar num dos quartos das crianças (quase sempre o delas) durante a semana, à noite. E realmente o ponto três diz que as Famílias de Caná têm um Canto de Oração e é nele que rezam todos os dias.

Todos juntos, só ao fim de semana rezamos junto ao Canto de Oração. O Rogério e eu é que rezamos o terço (quando rezamos, que tem sido quase todos os dias) sempre lá.

8 comentários:

  1. Beem.. isso é que é olho para o detalhe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso, teve realmente olho, sim, senhora! :-)

      Eliminar
  2. Ah, um grande obrigado ao Gato da casa!!! E um abraço a todos os bruxinhos! Bjs Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa, obrigado nós por seres uma fonte de inspiração e nos ajudares a caminhar na direção do céu.
      Bjs, Gato Rogério

      Eliminar
    2. Gosto tanto de ver o Rogério a comentar! :-)

      Eliminar
  3. Bem... se vamos ser picuinhas, nós em situações várias não rezamos no canto de oração, são excepções e não a regra... quando estou atrapalhada na cozinha é lá que rezamos, quando vimos tarde de carro é no carro que rezamos, quando estamos estoirados com visitas rezamos no hall de entrada antes de cada um ir à sua vida... é só uma questão de hábito, escolher uma hora (antes de lavar os dentes p. ex.) e dar a ordem «vamos ao canto de oração» e depois é só rezar! ao fim de alguns dias serão os teus filhos a pedir-te! Coragem!!!!!
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom ler as tuas palavras agora, Olívia, e poder dizer que esta noite a oração foi... no Canto de Oração (mas com uma Vassoura contrariada, de início)!

      Eliminar

- Posso fazer o meu comentário?
- Claro que sim, mas tendo cuidado com a linguagem.
Obrigada!